Home PageMapa do SiteImprimir

Imprimir
quarta, 22 fevereiro 2017 10:58

bannerRA2017final

 

“Políticas de demonização” estão a alimentar a divisão e o medo

Políticos brandindo uma retórica tóxica e desumanizadora de “nós contra eles” estão a criar um mundo mais dividido e perigoso, alerta a Amnistia Internacional, ao lançar esta quarta-feira, 22 de fevereiro, o Relatório Anual 2016/2017, onde é analisado o estado dos direitos humanos no mundo.

  • Risco de efeito de dominó conforme países poderosos recuam nos compromissos de direitos humanos.

  • O secretário-geral da Amnistia Internacional, Salil Shetty, alerta que “nunca mais” se tem tornado numa expressão destituída de significado com os países a fracassarem na necessária reação a atrocidades em grande escala.

ler notícia completa

Sucessos de direitos humanos em 2016

Para onde quer que se olhe parece que todos sentem que 2016 foi um ano em tudo terrível. Mas, graças aos ativistas, apoiantes e membros da Amnistia Internacional há também muitos acontecimentos positivos para celebrar: aqui damos conta de 24 casos em que a liberdade, a justiça e a dignidade prevaleceram.

Este ano, ajudaram a libertar mais de 650 pessoas – quase duas a cada dia – que estavam detidas ou presas de forma abusiva e injusta.

Ver relatório (documento original em PDF)                                                                                                           

AIR2017 en

                      

PORTUGAL
Relatório Anual 2016/17
da Amnistia Internacional