Camisolas autografadas do FCP, SLB e SCP em leilão solidário - Amnistia Internacional Portugal

8 July 2021

A Amnistia Internacional iniciou um leilão online de três camisolas do Futebol Clube do Porto (FCP), Sporting Clube de Portugal (SCP) e Sport Lisboa e Benfica (SLB), uma por cada clube, doadas pelos mesmos e autografadas pelos seus plantéis da época 2020/2021. O leilão decorrerá, na plataforma e-solidar, até ao final do mês de julho e o valor angariado reverterá a favor do trabalho de defesa dos direitos humanos da Amnistia Internacional Portugal.

Este leilão solidário surge no âmbito do projeto “Eu jogo pelos Direitos Humanos“, que olha para o futebol como um agente de direitos humanos. A Amnistia Internacional considera que este desporto é capaz de utilizar a sua influência na sociedade, para auxiliar no desenvolvimento de ações de responsabilidade social, como esta iniciativa apresentada.

Pedro A. Neto, diretor executivo da Amnistia Internacional Portugal, destaca que “O desporto mobiliza, educa e consciencializa para os Direitos Humanos. O futebol, como tantas outras práticas desportivas, ensina que, dentro e fora do campo, é essencial a entreajuda, justiça, igualdade, respeito pelo outro e solidariedade. Com este leilão, os adeptos podem contribuir para que estes exemplos tenham ainda mais impacto, ajudando a tornar o mundo num local onde os direitos humanos são respeitados em pleno”.

“O desporto mobiliza, educa e consciencializa para os Direitos Humanos. O futebol, como tantas outras práticas desportivas, ensina que, dentro e fora do campo, é essencial a entreajuda, justiça, igualdade, respeito pelo outro e solidariedade”

Pedro A. Neto, diretor executivo da Amnistia Internacional Portugal

O futebol representa o empenho dos atletas, a solidariedade entre equipas, o profissionalismo e a paixão por uma modalidade desportiva, mas é também onde ainda se manifestam ataques racistas, manifestações de ódio e ataques à integridade física. Mesmo assim, o futebol, tal como os direitos humanos por todo o mundo, pode melhorar. Estes três clubes juntam-se, assim, à Amnistia internacional Portugal com esse intuito, o de criar um mundo mais justo, solidário e onde todas a pessoas possam usufruir dos seus direitos, dentro e fora de campo.

 

Artigos Relacionados