28 August 2012

Após quase duas décadas de prisão, Patrick Okoroafor foi finalmente libertado no passado mês de maio. O nigeriano tinha apenas 14 anos quando foi detido e acusado de assalto à mão armada e roubo de 5.500 nairas nigerianas (cerca de 27 euros). Dois anos depois, em 1997 e ainda menor, foi condenado à morte, mas a sentença, ilegal, foi rapidamente alterada para prisão perpétua. Em 2009 as autoridades reduziram a pena para 10 anos de encarceramento, a cumprir a partir dessa data.

Patrick clamou sempre ser inocente, mas só aos 31 anos voltou a ser um homem livre, depois de uma forte campanha mundial levada a cabo pela Amnistia Internacional e pelos seus ativistas. Ao sair da prisão, fez questão de agradecer e de referir a importância das mais de 10.000 cartas que recebeu: “depois do início da campanha da Amnistia pela minha libertação e após ler algumas das milhares de cartas, cartões e mensagens que me foram enviadas, comecei a ter esperança de que brevemente seria libertado e não num futuro muito distante”.Â

Artigos Relacionados