Assinar a Petição

BRAVE: A nova campanha da Amnistia Internacional, por todos os defensores de direitos humanos. Tenha coragem, atue connosco!

Vivemos atualmente numa era onde o medo, a divisão e a demonização ganham terreno. Um pouco por todo o mundo as narrativas de “nós contra eles” estão a ser utilizadas para criar um sentimento de culpa coletiva a grupos inteiros, independentemente do seu contexto político e social. Assim, aqueles que se atrevem a ter uma posição em defesa dos direitos humanos estão atualmente sob ataque em cada vez mais países e a uma escala alarmante. Enfrentam ameaças, intimidação, difamação, detenções arbitrárias, tortura e muitos destes ativistas chegam a ser assassinados: 281 pessoas foram mortas só em 2016 por defenderem os direitos humanos, uma subida das 156 em 2015.

Hoje é mais importante que nunca dar voz aos BRAVE!


Quer sejam estudantes, líderes de comunidades, jornalistas, advogados, vitimas de abuso, profissionais de saúde, professores, sindicalistas, whistleblowers, agricultores, ativistas ambientais, entre outros, sabemos que em caso de injustiça estas pessoas enfrentam-na como uma ameaça pessoal e fazem-se ver e ouvir. Ao ser-lhes retirado o direito ao protesto ou simplesmente o direito a discordar, colocando-as sob vigilância tornando-as em alvos diretos ou até recusando a sua defesa, vemos diminuído o espaço onde os direitos humanos são protegidos e defendidos. E isso diz respeito a todos nós.

A Amnistia Internacional frisa que, em 2016:

  • Em pelo menos 22 países foram mortas pessoas por defenderem pacificamente os direitos humanos;
  • Em 63 países enfrentaram campanhas de difamação e de desacreditação;
  • Em 68 países foram detidas ou presas apenas devido ao trabalho pacífico que desenvolvem
  • Em 94 países foram ameaçadas ou atacadas

Mas que ninguém se engane: o nosso espírito de justiça é forte e não será, nunca, silenciado. A realidade de hoje não nos permite outra posição que não a da defesa total de todos os ativistas.

Atue connosco e desafie as autoridades portuguesas a reconhecerem publicamente o papel fundamental que os defensores de direitos humanos têm na construção de uma sociedade mais justa.

BRAVE - A nossa coragem por todos os defensores de direitos humanos!

Artigos Relacionados